ABSOLUTE ROCK NO ORKUT

Posted in Uncategorized with tags , , on 18/01/2010 by Pete Sudray

O Absolute Rock já tem seu perfil no orkut e uma comunidade. Seja um amigo nosso e entre para a nossa comunidade do Rock!

Perfil


Comunidade



U2 VIRÁ A SÃO PAULO EM NOVEMBRO

Posted in Uncategorized with tags , , on 15/01/2010 by Pete Sudray

O Secretário de Turismo de São Paulo, Caio Carvalho, afirmou em sua conta no twitter, que a banda irlandeza se apresentará na capital paulista. A produção será da empresa Time For Fun.

A produtora negou que esteja envolvida com um possível show do U2 no Brasil, segundo informações do site “Vírgula”. A afirmação de Caio Carvalho vai ao encontro de muitos rumores acerca de possíveis concertos do U2 no Brasil. Em novembro, a coluna da jornalista Sonia Racy, no jornal “Estado de S.Paulo”, havia publicado a mesma informação, no entanto, seriam três apresentações.

Fonte: http://migre.me/gDoA

O MELHOR DO ROCK ANTIGO III (BEATLES)

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on 14/01/2010 by massiscx

Beatles foi uma conhecida banda de rock do inicios dos anos 60. Seus integrantes eram de Liverpool, Inglaterra. Constituida por Paul McCartney (baixo,piano e vocais) John Lennon (guitarra, piano, vocais) George Harrison (guitarra solo e vocais) e Ringo Starr (bateria e vocais). Os “gatoros de Liverpool” como eram chamados ou “Fab Four” (Quarteto Fantastico) obtiveram fama e sucessos muito rapidamente e até hoje inéditas para uma banda musical, os Beatles se tonaram a banda mais influente do séc. XX.

Quinto Beatles é um termo informal usado pelos fãs da banda e por vários comentaristas da imprensa ou de entretenimento, relacionado a pessoas que tiveram uma forte associação com o “quarteto de Liverpool”, com exceção de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr. Foi e ainda é atribuído a:

  • Stuart Sutcliffe, pelo seu papel no início do grupo como baixista;
  • Pete Best, baterista do grupo de 1960 a 1962; substituído por Ringo Starr;
  • Neil Aspinall, gerente dos Beatles de sua criação até 1963 e, em seguida, seu assistente pessoal. Foi ao leme da empresa Apple Corps de quase quarenta anos antes de aposentar em fevereiro de 2007, um ano antes da sua morte em março de 2008;
  • Klaus Voormann, artista, amigo dos Beatles e designer das capas do Revolver e do The Beatles Anthology;
  • Brian Epstein, descobridor do grupo e, em seguida, empresário dos Beatles até a sua morte em 1967;
  • George Martin, patrono da gravadora Parlophone, uma divisão da EMI, que contrata os Beatles em 1962. Neste ano em diante, ele produziu quase todos os álbuns do grupo, e escreveu a maior parte dos acordos e instrumentação com os Beatles, tocando teclados com frequência. Ele continua, até hoje, produzindo álbuns póstumos, como a série The Beatles Anthology e a compilação Love;
  • Jimmy Nicol, baterista que substituiu Ringo Starr quando ficou doente, para uma dezena de concertos durante a turnê australiana dos Beatles em junho de 1964;
  • Derek Taylor, assessor de imprensa e confidente dos Beatles. George Harrison disse em 1988: “Só havia dois ‘quinto beatle’: Neil Aspinall, e Derek Taylor”;
  • Billy Preston, tecladista que participou da gravação do álbum Let It Be, e também em algumas faixas de Abbey Road (1969).

Discografia dos Beatles se inicia toda em vinil, na década de 60 não existia ainda o compact disc. A discografia dos Beatles é muito complicada, isto se deve ao fato que na maioria dos países era possível que as gravadoras responsáveis pelo lançamento das músicas da banda fizessem seus próprios álbuns com seleções de músicas diferentes da lançada na Inglaterra, terra natal dos Beatles. Somente em 1975 a discografia no mundo inteiro foi reunificada em relançamentos.

Discografia Brasileira:

Começa com capas e seleções de música diferente das versões inglesa e americana. Os álbuns também possuiam nomes diferentes dos LPs ingleses e americanos, com exceção de Os reis do Iê Iê Iê (versão igual ao Lp inglês chamado A Hard Day’s Night):

  • Beatlemania (1963)
  • Beatles Again (1964)
  • Os Reis do Iê, Iê, Iê (1964)
  • Beatles 65 (1965)
  • Help! (1965)

A partir de Rubber Soul, a discografia brasileira seguiu os lançamentos ingleses:

  • Rubber Soul (1965)
  • Revolver (1966)
  • Beatles Oldies…but goldies (1967) -coletânea
  • Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (1967)
  • The Beatles ou Álbum Branco (1968)
  • Yellow Submarine (1968)
  • Abbey Road (1969)
  • Hey Jude (álbum) (1970) -coletânea
  • Let it be (1970)
  • The Early Years (1971) -músicas com Tony Sheridan
  • Beatles forever (1972) -coletânea rara (primeira prensagem), pois a música Penny Lane tem dois erros( parada na música e um erro de rotação, se for da primeira tiragem)
  • The Beatles 1962/1966 (1973) -coletânea
  • The Beatles 1967/1970 (1973) -coletânea

Em 1975, os primeiros álbuns foram relançados igual ao lançamento inglês e os discos Beatlemania, Beatles again, Beatles 65 foram retirados de circulação. Os outros álbuns foram reeditados e continuaram com mesmo nome e capa (Rubber Soul, Revolver, Sgt Pepper’s, The Beatles, Yellow Submarine e Let it be):

  • Please Please Me (1975)
  • With the Beatles (1975)
  • Beatles for Sale (1975)
  • Help! (1975)


Help!



Come

Together


Letra

Help, I need somebody
Help, not just anybody
Help, you know I need someone, help!

When I was younger, so much younger than today
I never needed anybody’s help in any way
But now these days are gone, I’m not so self assured
Now I find I’ve changed my mind and opened up the doors

Help me if you can, I’m feeling down
And I do appreciate you being round
Help me, get my feet back on the ground
Won’t you please, please, help me

And now my life has changed in oh so many ways
My independence seems to vanish in the haze
But every now and then I feel so insecure
I know that I just need you like I’ve never done before

Help me if you can, I’m feeling down
And I do appreciate you being round
Help me, get my feet back on the ground
Won’t you please, please, help me

When I was younger, so much younger than today
I never needed anybody’s help in any way
But now these days are gone, I’m not so self assured
Now I find I’ve changed my mind and opened up the doors

Help me if you can, I’m feeling down
And I do appreciate you being round
Help me, get my feet back on the ground
Won’t you please, please, help me, help me, help me, oh

Tradução

Socorro!
Socorro! Eu preciso de alguém!
Socorro! Não qualquer pessoa
Socorro! Você sabe que eu preciso de alguém socorro!
Quando eu era jovem, muito mais jovem que hoje
Eu nunca precisei da ajuda de ninguém em nenhum sentido
E agora estes dias se foram, eu não sou uma pessoa assim tão segura
Agora eu acho. Eu mudei minha mente e abri as portas
Ajude-me, se você puder, eu me sinto pra baixo
E eu aprecio você estar por perto
Ajude-me, coloque meus pés de volta no chão.
Você não vai, por favor, ajudar-me?
E agora minha vida mudou em muitos sentidos
Minha independência parece dissipar-se na neblina
Mas de vez em quando me sinto tão inseguro
Eu sei que preciso de você como nunca precisei antes
Ajude-me, se você puder, eu me sinto pra baixo
E eu aprecio você estar por perto
Ajude-me, coloque meus pés de volta no chão.
Você não vai, por favor, ajudar-me?
Quando eu era jovem, muito mais jovem que hoje
Eu nunca precisei da ajuda de ninguém em nenhum sentido
E agora estes dias se foram, eu não sou uma pessoa assim tão segura
Agora eu acho. Eu mudei minha mente e abri as portas
Ajude-me, se você puder, eu me sinto pra baixo
E eu aprecio você estar por perto
Ajude-me, coloque meus pés de volta no chão.
Você não vai, por favor, ajudar-me?

O MELHOR DO ROCK ANTIGO II (SIMON E GARFUNKEL)

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on 13/01/2010 by Pete Sudray

Simon and Garfunkel foi uma conhecida dupla norte-americana de folk-rock dos anos de 1960, formada por Paul Simon e Arthur ‘Art’ Garfunkel. Os dois se conheceram ainda no colégio, em 1953, quando interpretaram em uma encenação de Alice no País das Maravilhas, em que Simon interpretava o Coelho Branco e Garfunkel como o Gato de Cheshire).

Filhos da comunidade judaica do Brooklin, em Nova York, em 1957, formaram a dupla adolescente Tom and Jerry, e conseguiram um relativo sucesso com o hit “Hey Schoolgirl”. No início dos anos de 1960, a parceria momentaneamente se desfez, quando Paul Simon foi cursar a Faculdade de Letras, mas em 1963 voltaram a trabalhar juntos.

Sound of Silence

Aproveitando a onda folk da época, lançaram pela gravadora Columbia um álbum acústico em 1964, que não teve repercussão. Reunia canções folk tradicionais como “Pretty Peggie-O”, spiritualls como “Go tell in the Mountain” e canções de Simon, como a conhecida “The Sound of Silence”, já com as belas e características harmonias vocais da dupla. Como venderam muito pouco, Paul Simon foi tentar a sorte no circuito folk inglês e ao retornar à América em 1965, encontrou “The Sound of Silence”, lançada em single, com acompanhamento de baixo, guitarra e bateria, agora conhecida no circuito musical. A gravadora acrescentara estes instrumentos à gravação acústica de1964 e tranformou-o num clássico do folk-rock.

Reencontrando-se com Garfunkel, Paul Simon entrou rapidamente em estúdio para gravar um novo álbum, desta vez com instrumentos elétricos e devidamente chamado The Sound of Silence. Aproveitaram canções que Paul Simon vinha compondo de longa data e chegaram ao sucesso. Entre seus hits históricos estão: I Am A Rock, Richard Cory, America, The boxer, Cecilia, entre outras. Contribuíram com diversas canções para a trilha sonora do filme A Primeira Noite de um Homem (The Graduate), em 1968, em especial “Mrs.Robinson”, que representou o auge do sucesso da dupla.

Separação

Ao mesmo tempo, a relação de Simon & Garfunkel começou a desgastar-se. Seu último álbum, Bridge Over Troubled Water, de 1970, foi marcado por desavenças devido a diferenças artísticas entre ambos. A canção título foi um sucesso espetacular e a separação logo em seguida lamentada pelos fãs. Contudo, em meados dos anos de 1970, reataram a amizade e chegaram a colaborar mutuamente em músicas solo de cada um. Em 1981 reencontraram-se para um mega-concerto no Central Park de Nova York que foi assistido por cerca de 500.000 pessoas, rendendo um álbum duplo ao vivo.

A Volta

Segundo a Rádio britânica BBC de Nova York, depois de um show que aconteceu em 13 de fevereiro de 2009 o cantor Garfunkel disse que está planejando uma turnê junto com Simon, mas não revelou os locais por onde a dupla irá passar. A entrevista aconteceu logo após uma apresentação no Beacon Theater, onde Simon fez uma entrada surpresa durante a apresentação, a dupla não se reunia desde 2004, cantaram juntos sucessos como: “The Sound of Silence”, “The Boxer” e “Old Friends”.

Discografia

Vídeos


Mrs.

Robinson

Feeling

Groovy

Bridge Over

Troubled

Water

Letra

When you’re weary
Feeling small
When tears are in your eyes
I will dry them all

I’m on your side
When times get rough
And friends just can’t be found
Like a bridge over troubled water
I will lay me down
Like a bridge over troubled water
I will lay me down

When you’re down and out
When you’re on the street
When evening falls so hard
I will comfort you

I’ll take your part
When darkness comes
And pain is all around
Like a bridge over troubled water
I will lay me down
Like a bridge over troubled water
I will lay me down

Sail on Silver Girl,
Sail on by
Your time has come to shine
All your dreams are on their way

See how they shine
If you need a friend
I’m sailing right behind
Like a bridge over troubled water
I will ease your mind
Like a bridge over troubled water
I will ease your mind

Tradução

( Ponte sobre águas revoltas )

PAUL SIMON & ART GARFUNKEL – 1970


Quando você estiver exausta, sentindo-se deprimida

Quando as lágrimas estiverem em seus olhos

Eu as enxugarei todas


Eu estou ao seu lado

Oh, quando os tempos ficarem difíceis

E os amigos não mais puderem ser encontrados

Como uma ponte sobre águas revoltas

Eu me deitarei

Como uma ponte sobre águas revoltas

Eu me deitarei


Quando você estiver chateada e fora

Quando você estiver na rua

Quando a noite descer pesadamente

Eu a confortarei


Eu a ajudarei

Oh, quando a escuridão vier

E a dor estiver por perto

Como uma ponte sobre águas revoltas

Eu me deitarei

Como uma ponte sobre águas revoltas

Eu me deitarei


Continue a viver em brilho

Continue vivendo

Sua hora chegou para brilhar

Todos os seus sonhos estão a caminho


Veja como eles brilham

E se você precisar de um amigo

Eu estarei logo atrás

Como uma ponte sobre águas revoltas

Eu acalmarei sua mente

Como uma ponte sobre águas revoltas

Eu acalmarei sua mente

Música gravada por Elvis Presley, também em 1970

O MELHOR DO ROCK ANTIGO (CREEDENCE)

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , on 10/01/2010 by Pete Sudray

Enquanto o Duelo Musical entre The Offspring e Pennywise continua empacado, resolvi dar continuidade ao blog. Para esse fazer esse post tive que mergulhar bem lá no fundo do baú do Rock’N Roll para resgatar essa banda que fez sucesso no final dos anos 60 e início dos 70. Trata-se de Creedence Clearwater Revival, conhecida por todos como Creedence

Creedence Clearwater Revival foi uma banda de rock and roll americana formada por John Fogerty (guitarra e vocais principais), Tom Fogerty (guitarra), Stu Cook (baixo) e Doug Clifford (bateria), que, sob outras denominações, tocavam juntos desde 1959. Adotaram o nome Creedence Clearwater Revival em 1967, com o qual lançaram as primeiras gravações em 1968. O nome C.C.R. surgiu pela junção do nome de um amigo do Tom Fogerty chamado “Creedence Nubal” e por um comercial de cerveja “Clearwater”. Já naquele ano obtiveram disco de ouro com o álbum Creedence Clearwater Revival. Ao longo da carreira, entre singles e álbuns, conquistaram nove discos de ouro e sete discos de platina. Separaram-se em julho de 1972. John Fogerty foi quem teve mais êxito na carreira solo. Seu irmão Tom faleceu em 6 de setembro de 1990. Recentemente, Stu Cook e Doug Clifford formaram o genérico Creedence Clearwater Revisited, e passaram a excursionar pelo mundo, tocando antigos sucessos da banda original.

O embrião da banda Creedence Clearwater Revival foi fundado em 1959, chamava-se Blue Velvets e era formada pelos irmãos John Fogerty (vocalista e guitarrista), e Tom Fogerty (guitarrista), Stuart Cook (baixo) e Douglas Clifford (bateria). Em 1966 conseguiram seu primeiro contrato com uma gravadora, a Fantasy, e com o nome de The Golliwogs gravaram dois singles. Embora não tivessem grandes pretensões o single foi bem aceito. Em 1967 mudaram o nome da banda para Creedence Clearwater Revival e a boa aceitação dos primeiros singles levou-os a deixar de ser apenas uma banda de covers dos anos 50 para se arriscar em suas próprias composições.

Em 1968 lançaram o seu primeiro álbum, auto-intitulado. Em meio ainda ao fenômeno das bandas inglesas o Creedence foi uma das primeiras bandas americanas a se firmar no topo das paradas (entre outros com os singles “Susie Q” e “I Put a Spell on You”).

Em 1971, após mais três álbuns de sucesso, o Creedence Clearwater Revival se tornou a primeira banda a superaros BEATLES como grupo de rock mais popular. Seu maior hit de todos os tempos, “Have You Ever Seen The Rain”, do álbum Pendulum, trata-se de uma das músicas mais coverizadas até hoje. Suas músicas de pouco mais de três minutos, com refrões fáceis e cativantes pavimentaram caminho para as bandas de Hard Rock que se seguiriam.

Contrastando com o sucesso crescente surgiu a notícia de que Tom Fogerty havia abandonado a banda para seguir carreira solo. O Creedence (como um trio) ainda lançou um álbum decepcionante, “Mardi Gras”, antes de ser declarada extinta em 1972. Desde então reuniram-se eventualmente para aparições em festivais diversos. Stu Cook e Doug Clifford chegaram a montar uma banda chamada Creedence Clearwater Revisited e se apresentaram tocando músicas de seu grupo antigo.

Todos os membros da banda participaram das gravações do álbum solo de Tom Fogerty lançado em 1974, “Zephyr National”. Tom Fogerty morreu em 1990 vítima de problemas respiratórios.

Em 2006 fizeram uma turnê pelo Brasil com a formação Revisited onde tocaram por uma semana, passando pelas cidades do Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte, Bauru, São Paulo, Jaguariúna e Tubarão. Passaram também por Porto Alegre alguns anos antes.

Vídeos:

Have you

ever seen

the rain?

Letra

Someone told me long ago
There’s a calm before the storm
I know
It’s been comin’ for some time
When it’s over, so they say
It’ll rain a sunny day
I know
Shinin’ down like water

I wanna know
Have you ever seen the rain?
I wanna know
Have you ever seen the rain
Comin’ down on a sunny day?

Yesterday, and days before
Sun is cold and rain is hot I know
Been that way for all my time
‘Til forever, on it goes
Through the circle, fast and slow
I know
It can’t stop,
I wonder

I wanna know
Have you ever seen the rain?
I wanna know
Have you ever seen the rain
Comin’ down on a sunny day?
Yeah!

I wanna know
Have you ever seen the rain?
I wanna know
Have you ever seen the rain
Comin’ down on a sunny day?

Tradução

[Você já viu a chuva?]
Alguém me disse há muito tempo
Há uma calmaria antes da tempestade
Eu sei, já vem chegando a algum tempo

Quando estiver terminado eles dirao
Que choverá um dia ensolarado
Eu sei, brilhando como a água

Eu quero saber se você já viu a chuva
Eu quero saber se você já viu a chuva
Caindo em um dia ensolarado

Ontem e nos dias anteriores
O sol estava frio e a chuva quente
Eu sei, tem estado assim durante minha vida toda

Até a eternidade
Através do circulo, rápido e devagar
Eu sei, e não posso parar, imagino

Eu quero saber se você já viu a chuva
Eu quero saber se você já viu a chuva
Caindo em um dia ensolarado

Eu quero saber se você já viu a chuva
Eu quero saber se você já viu a chuva
Caindo em um dia ensolarado

Hey Tonight

Discografia:

Veja no link abaixo a discografia de Creedence Clearwater Revival com download dos álbuns

http://blog.agoraerock.com/2009/02/creedence-clearwater-revival.html

2º DUELO MUSICAL

Posted in Uncategorized with tags , , , , , on 08/01/2010 by Pete Sudray

Bem amigos do Absolute Rock, voltamos com mais um Duelo Musical! Esse próximo duelo será punk! Tanto literalmente como também, no sentido de que, pode ser bastante disputado!

O 2º Duelo Musical do Ab. Rock, será…

The Offspring vs Pennywise

The

Offspring


Pretty Fly

(For A White

Guy)

http://vagalume.uol.com.br/the-offspring/pretty-fly-(for-a-white-guy)-(traducao).html

The Kids

Aren’t Alright

http://vagalume.uol.com.br/the-offspring/the-kids-arent-alright-(traducao).html

Pennywise


Fuck

Authority

http://vagalume.uol.com.br/pennywise/fuck-authority-traducao.html


Bro Hymn

Tribute

* Tributo ao baixista James Matthew Thirsk que suicidou-se

http://vagalume.uol.com.br/pennywise/bro-hymn-tribute-pennywise-traducao.html


Relembrando os critérios de votação:

O visitante do blog terá que ouvir as músicas e dar notas de 5 a 10, de acordo com os seguintes quesitos

Clipe: (criatividade)

Guitarra:

Baixo: (novo critério de análise)

Bateria:

Vocal : (Dexter – The Offspring/ Jim Lindberg – Pennywise)

Letra: (serão colocados os links)

Obs.:

É necessário dar o voto para os dois concorrentes

Os votos deverão ser feitos através dos comentários

Qual banda será a vencedora? Você decide!

PENNYWISE LANÇA COVER DO 7 SECONDS

Posted in Uncategorized with tags , , , , on 04/01/2010 by Pete Sudray

We’re Gonna

Fight

Em matéria do site da revista Spin, o Pennywise divulgou o cover da música “We’re Gonna Fight”, do grupo 7 Seconds. Originalmente lançada pelo 7 Seconds no álbum “Walk Together, Rock Together”, de 1984, a versão do Pennywise foi feita exclusivamente para a coletânea “Let Them Know: The Story of Youth Brigade and BYO Records” que deve acompanhar um documentário que conta a história do selo de hardcore BYO.

O lançamento da coletânea, da qual participam inúmeras bandas tradicionais de hardcore, está previsto para dia 22 de setembro.

O cover de “We’re Gonna Fight” é uma das últimas gravações do Pennywise com o ex-vocalista Jim Lindberg. Jim anunciou em agosto sua saída do grupo depois de 20 anos juntos. O vocalista Zoli Téglás, do Ignite, substituirá Lindberg temporariamente

Fonte: http://migre.me/fvEF